Festival Cannes Lions Awards 2022: a referência global de criatividade

Separamos os melhores cases brasileiros do Cannes Lions pra você ficar por dentro desse festival que premia os trabalhos mais criativos do mundo da publicidade.

Luiza Telexa

em 23 de junho de 2022

Participe da newsletter para receber conteúdos exclusivos

    O Festival Internacional de Criatividade Cannes Lion, também conhecido como Festival de Publicidade de Cannes, é um dos mais tradicionais do ramo. Ele reúne anunciantes, publicitários, e profissionais da comunicação de todas as partes do mundo.

    Com sede em Cannes, na Riviera Francesa, o Cannes Lion precisou ser transmitido de forma totalmente remota nos dois últimos anos. Por isso, a grande novidade desse ano, é o retorno do festival presencialmente, ainda que, com algumas premiações acontecendo remotamente.

    Campanha produzida para a Greenpeace pela Produka Filmes. Um dos destaques brasileiros do festival até agora: LosSantos +3ºC. Imagem: Reprodução/YouTube

    A expectativa gerada em torno da volta da transmissão presencial foi tanta que o tema deste ano é o retorno da criatividade. E não é para menos, afinal mesmo em meio a um cenário pós pandêmico o mercado publicitário conseguiu superar seus faturamentos, pelo menos no Brasil.

    O Festival Cannes Lions 2022 teve início nesta segunda (20) e vai se estender até a sexta (24). O festival é dividido em oito grandes categorias: clássico, saúde, Good (Bom), entretenimento, engajamento, experiência, estratégia e arte.

    Cada categoria é dividida em subcategorias que premiam os Leões de Ouro, Prata e Bronze. E o Grand Prix (o prêmio máximo do evento) é concedido para a melhor obra criativa do ano de cada categoria.

    Categorias de premiação do Festival Cannes Lions International Festival of Creativity 2022

    Categorias de premiação do Festival | Imagem: Divulgação/Cannes Lions International Festival of Creativity 2022

    Desempenho brasileiro

    O Brasil fechou sua participação no festival com 70 leões. Sendo 10 de ouro, 21 de prata e 39 de bronze.

    Na área de saúde e bem-estar, o Brasil levou 4 leões para casa: 1 prata e 3 bronzes. Quem garantiu a prata foi a Amaro, por The Virtual Nodule: a campanha buscou conscientizar as mulheres em relação a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama por meio do Instagram. Para isso, o botão “comprar” da rede social foi utilizado como uma ferramenta de informação.

    The Tiny Pocket – Bayer – AlmapBBDO/Energy BBDO Chicago 

    A Bayer levou bronze por essa campanha para as populares aspirinas, que se pautou na pergunta “por que os jeans têm um bolso minúsculo?” Eles deram um novo significado a esse bolsinho, que surgiu nas calças do Velho Oeste, e inspiraram as pessoas a sempre carregarem uma aspirina.

    O bronze foi para a Johnson & Johnson por conta de Dignity To Flow, produzido pela Wunderman Thompson. Em parceria com a Unicef, a Sempre Livre e a Carefree  desenvolveram uma campanha para a conscientização da pobreza menstrual no Brasil.

    Além desse, bronze para a Unilever por Postpartum Under Pressure campanha desenvolvida para a Baby Dove.

    O destaque foram as pressões emocionais que envolvem o período do pós-parto e como as mulheres passam por mudanças emocionais nesse período.

    Nosso país trouxe mais 2 leões de bronze pra casa na categoria rádio e áudio. O primeiro para GUT em uma campanha desenvolvida para a Mercado Livre (Ebazar), com produção da HEFTY, chamada de Black Business Beats.

    O braço brasileiro da empresa norte-americana VMLY&R levou o segundo bronze da subcategoria áudio por conta de uma produção para a Greenpeace produzida pela Produka Filmes. Conheça LosSantos +3ºC.

    Uma campanha impactante sobre conscientização ambiental, em que uma réplica da cidade de Los Angeles foi desenvolvida, de forma computadorizada, para mostrar os reais impactos das mudanças climáticas. A “Los Santos” como é conhecida a experiência imersiva desenvolvida pela VMLY&R, passa por processos de aquecimento global baseados em predições reais e dá dimensão do que pode acontecer nos próximos anos.

    Mas, não parou por aí: na categoria impressão e publicação foram mais 3 leões, sendo 1 de prata e dois de bronze. Prata para a Mercado Livre e a agência paulista GUT, por New Iconic Kisses.

    A também paulista Talent Marcel foi premiada com bronze por Take This Ad For A Run ou “Leve esse anúncio para correr”, desenvolvida para a Go Outsite, uma das maiores revistas brasileiras de esportes outdoor, aventura e vida ao ar livre.

    Mais um bronze para a VMLY&R por The Real Problem desenvolvido para a Athos. A campanha é um grito por atenção dos políticos brasileiros com relação aos problemas que atingem o país. A agência mapeou os posts e discursos homofóbicos mais recentes dos políticos brasileiros e, ao mesmo tempo, mapeou os problemas reais dessas cidades. Para a campanha, modelos LGBTQ+ posaram em frente desses problemas.

    O primeiro ouro do Brasil no festival foi para a categoria Outdoor para a Africa DDB. Além do ouro, a agência levou outros 3 leões, sendo 2 bronzes, 1 prata e 1 ouro). Apesar dos três prêmios de 2022 nessa categoria terem sido uma vitória considerável, no ano passado o país havia recebido 6 leões dos jurados.

    The Refugee Jatoba” ou “Árvore Refugiada” levou três, dos quatro prêmios da Africa nessa categoria: 1 Ouro, 1 Prata e 1 Bronze. O case mostra uma das árvores amazônicas pedindo refúgio para outros países, por conta da ameaça de extinção.

    O outro bronze da agência foi em uma campanha desenvolvida para a Budweiser, Unbreakable Courts.

    Os destaques da terça-feira (22), foram os dois ouros do Brasil em Artesanato e Design da Indústria, e 2 bronzes em Artesanato e Design Digital. Na categoria Entretenimento, o Brasil recebeu premiações em todas as subcategorias. Na subcategoria entretenimento o Brasil levou 1 ouro e 1 prata para casa por LosSantos +3ºC, a mesma campanha que foi premiada no primeiro dia do evento.

    Entretenimento musical levou 2 pratas no Festival Cannes Lion por Sonho Nego Bala, de Nego Bala, Akqa e Satelite Audio, e Black Business Beats, do Mercado Livre, que voltou a ser premiada.

    Enquanto entretenimento esportivo é a subcategoria em que o Brasil mais conquistou leões até o momento: foram 2 ouros, 1 prata e 3 bronzes. Ouro para LosSantos +3ºC novamente, além do ouro para Stuck in the 80s – Ab Inbev – Guaraná Antarctica, Soko, Clava / Limbic Music.

    A Prata ficou para The Foamy Haircut, da Brahma Ab Inbev com a Africa e a Satelite Audio / Seiva. E os 3 bronzes para Unbreakable Courts, que voltou a receber outro prêmio, e The Pirate Match, da Mirum com a DIRECTV Go e The Uniform That Never Existed, da Centauro com TracyLocke Brasil.

    Já no terceiro dia do festival, na quarta-feira (23), o Brasil voltou a receber premiações na categoria Engajamento. Foram 5 leões na subcategoria Brand Experience & Activation, sendo 1 ouro e 3 bronzes. A campanha desenvolvida pela David São Paulo e pelo Burguer King intitulada Burguer Glitch levou o ouro, enquanto que os 4 bronzes ficaram para: Heinz Hidden Spots, da GUT em parceria com a Activision para a Heinz, que levou 1. E os outros 3 ficaram para New Iconic Kisses, The Pirate Match The Foamy Haircut, ambas campanhas que também descolaram premiações no dia anterior.

    Na subcategoria Mobile, o Brasil conquitou 3 leões: 1 ouro e 2 bronzes. Burguer Glitch levou o ouro e um dos bronzes, enquanto Black Characters, da FCB Brasil para a Revista Raça, levou o outro.

    Na subcategoria Creative Commerce, o Brasil levou 2 bronzes. As campanhas premiadas foram Santander – We Stand e Black Business Beats, que já tinha conquitado leões nos primeiros dias do evento.

    Nos dois últimos dias do evento, o Brasil conquistou 1 leão de bronze na subcategoria Glass (Vidro) por The uniform that never existed. A campanha realizada pela Centauro e pela TracyLocke Brasil homenageou Aída dos Santos, a primeira atleta brasileira a ser finalista nos Jogos Olímpicos, em 1964.

    Em Filme, o Brasil levou 2 leões de bronze, por New Iconic Kisses e New Fairies.

    New Fairies, da Nike em parceria com a Wieden+Kennedy, desenvolveu uma campanha para incentivar as pessoas a descobrirem um novo jeito de praticar esportes. A campanha é estrelada pela fadinha do skate, Rayssa Leal, a mais jovem skatista street a vencer em uma final do Mundial Skate Street feminino. E o VT, com trilha sonora e animações de desenho da Disney, estimula principalmente as crianças a serem as novas fadas, remetendo a um conto de fadas, só que de um jeito inovador. Vale acompanhar!

    Dentro da categoria Engajamento, o Brasil levou 10 leões em direção, sendo 5 de prata e 5 de bronze. Prata por The Refugee Jatoba , Heinz Hidden Spots, The Foamy Haircut, Burguer Glitch e LosSantos +3ºC.  Além de bronze para LosSantos +3ºC, Unbreakable Courts, Duet Delivery e Black Characters (2).

    Na subcategoria mídia, o Brasil levou 8 leões, 6 pratas e 2 bronzes. Destaque para o bronze por  I Am Working, da Starbucks com a VMLY&R, que estimulou a contratação de profissionais trans.

    O outro Bronze da categoria ficou para Paywall Down, da L’Oréal Paris com a agência WMcCann – RJ. A campanha  traz à tona o assédio às mulheres. Com o mote “Quanto mais você sabe, mais fácil é de combater”, a empresa de cosméticos se uniu a um dos maiores grupos comunicacionais do Brasil para liberar o acesso gratuito a todas as notícias sobre assédio.

    Em B2B Criativo, a categoria estreante do festival, o Brasil conquistou 2 leões de bronze por Black Business Beats e Ads For Equality, do Meta. Já em Dados Criativos o Brasil também levou 2 leões de prata. Os prêmios foram para Black Characters e The Real Airdrop.

    Fechando a lista de leões premiados, na subcategoria Social e Influenciador, o Brasil levou 8 leões. Entre eles, 2 ouros: para The Foamy Haircut e Lu, from Magalu, do Magazine Luiza com a Ogilvy São Paulo.

    Um dos grandes destaques de branding brasileiro dos últimos tempos, a Lu do Magalu, é a maior influenciadora virtual do mundo: com mais de 32 milhões de fãs e muito pionerismo e barreiras quebradas. Atualmente, a Lu é peça chave das campanhas do Magalu e tem potencial de faturamento estimado em U$17.365.274. 

    Em uma ação inédita, a influenciadora virtual do Magalu participa de um crossover dentro dos quadrinhos da Red Bull. Imagem: Divulgação/Red Bull

    O Magazine Luiza apontou que a estratégia começou buscando o espaço da marca como criadora em uma rede social. E, hoje, praticamente todas as peças que ela utiliza em vídeoclipes e campanhas esgotam em minutos, no site. Buscando não perder competitividade, o Magalu mudou a história do branding, fica a dica!

    Av. do Antão, 1762 - Morro da Cruz | Florianópolis
    (ver endereço)